Construindo uma indústria nacional de pétroleo: A Experiência da Noruega

Front Cover
Elsevier Brasil, Sep 24, 2014 - Business & Economics - 224 pages
0 Reviews
Esta obra nos apresenta um relato detalhado da história do desenvolvimento da cadeia de petróleo e gás vivida pela Noruega a partir da década de 1960, quando o país iniciou uma trajetória de sucesso para se tornar referência mundial pelo desenvolvimento de uma indústria hoje líder internacional em diversos segmentos do mercado de P&G. A proposta do Professor Helge Ryggvik e da Confederação da Indústria Norueguesa (NHO) é mostrar ao leitor brasileiro como o Estado norueguês lidou com questões complexas que, em alguns casos, são similares às vividas hoje pelo Brasil. Considerando as diferenças de contexto histórico e até mesmo de estrutura produtiva da Noruega dos anos 70-90 e do Brasil de hoje, a publicação não tem o objetivo de ser uma prescrição de políticas, mas sim de contribuir com as reflexões acerca dos rumos para se viabilizar uma indústria mais inovadora, diversificada e internacionalmente competitiva. A experiência de petróleo norueguesa tem muitos aspectos: o fato de se tornar um grande produtor de petróleo, mantendo um estado de bem-estar igualitário; o estabelecimento de um grande fundo de petróleo; o desenvolvimento de um regime de estrita regulamentação; e muitos outros. A apresentação proposta se concentra em uma questão que, em muitos países produtores de petróleo atuais, foi levantada sob o rótulo de conteúdo local. Como a Noruega, em um setor dominado por fortes e estabelecidas companhias petrolíferas e empresas especializadas de suprimentos, pôde desenvolver uma indústria local capaz de vencer os avançados desafios tecnológicos envolvidos na produção de petróleo, e em um ambiente offshore tão difícil? Além disso, nos últimos anos, os serviços de petróleo se tornaram um produto de exportação importante para a Noruega, perdendo apenas para o petróleo em si e o gás. As circunstâncias históricas foram específicas para a Noruega.
 

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Contents

Section 1
Section 2
Section 3
Section 4
Section 5
Section 6
Section 7
Section 8
Section 12
Section 13
Section 14
Section 15
Section 16
Section 17
Section 18
Section 19

Section 9
Section 10
Section 11
Section 20
Section 21
Section 22

Common terms and phrases

About the author (2014)

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) é a representante da indústria brasileira. É o órgão máximo do sistema sindical patronal da indústria e, desde a sua fundação, em 1938, defende os interesses da indústria nacional e atua na articulação com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além de diversas entidades e organismos no Brasil e no exterior.Representa 27 federações de indústrias e 1.250 sindicatos patronais, aos quais são filiadas quase 700 mil indústrias. Administra diretamente o Serviço Social da Indústria (SESI), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Com eles, compõe o Sistema Indústria, que congrega ainda as federações estaduais de indústrias e os sindicatos patronais.A CNI também estimula a pesquisa, a inovação e o desenvolvimento tecnológico da indústria. Além disso, mantém programas e apoia iniciativas que visam a valorização, a promoção social e a formação profissional do trabalhador.

Bibliographic information